segunda-feira , maio 21 2018

Deputado Estadual Edilázio manifestou solidariedade ao Deputado Waldir Maranhão na sessão dessa segunda (16/04).

Na sessão desta segunda-feira (16/04), o deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) solidarizou-se com o deputado federal Waldir Maranhão, que rompeu politicamente com o governador Flávio Dino (PCdoB). O rompimento, conforme o parlamentar, teria sido por causa da “quebra de acordo por parte de Dino, que vetou a pré-candidatura de Waldir ao Senado da República”.

“Ainda que tardiamente, quero solidarizar-me com o deputado federal Waldir Maranhão que, assim como José Reinaldo Tavares, foi vítima da falta de palavra do governador. Todos aqui sabemos: o que o governador fala, não podemos escrever”, disse.

Edilázio  disse mais: “Durante o processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff, ocasião em que Maranhão presidia a Câmara Federal e era responsável pela condução do ato, Flávio Dino aproximou-se do deputado federal para beneficiar-se politicamente. Além de usar dinheiro público para viajar de jatinho até Brasília, como fez agora, indo para Curitiba. Foi Flávio Dino que levou todo o processo para que Waldir Maranhão suspendesse o processo de impeachment. Depois disso, Waldir acabou virando chacota nacional. O Maranhão tornou-se conhecido mais ainda por conta dessa patacoada que ele fez no Congresso a pedido de Flávio Dino”, completou.

Edilázio também alertou os aliados de Dino, “quanto à possibilidade de frustração, diante o projeto político do chefe do Executivo. Eu venho externar aqui só para falar aos colegas que a palavra do governador não vale muita coisa. Aqueles que mudaram de partido por promessa do governador, que estão esperando benesses, que fiquem de orelha em pé, pois o que ele fala, não se escreve”, finalizou.

Veja Também

Juíza ministra palestra para estudantes universitários sobre Lei Maria da Penha.

A juíza Larissa Tupinambá, titular da 3ª Vara de Pedreiras, ministrou palestra, na última sexta-feira ...